DeGiro

8 Razões para investir com a corretora Degiro

A minha relação com a Degiro é controversa. Há um misto de admiração e descontentamento, mas hoje é dia de enaltecer as razões para investir com a corretora Degiro.


Se é um leitor do blog taofinance sabe certamente que tenho uma relação conflituosa com a Degiro, talvez mesmo uma relação de amor-ódio 🙂

Já dediquei vários artigos a esta corretora, sendo os mais relevantes os seguintes:
Avaliação da corretora DeGiro
8 Razões para não investir com a Degiro

Certamente o descuido no detalhe já me fizeram perder algumas centenas de euros, mas eu continuo a acreditar que eles podem fazer melhor. Não só isto mas também identifico na mesma algumas boas razões para investir com a Degiro.

8 Razões para Investir com a corretora Degiro

1. Comissões super-competitivas

É realmente difícil bater a de Degiro relativamente às comissões, nomeadamente para os mercados português e americano. Para transações de 2000 euros, pago em média pouco mais de 1 euro. Numa qualquer outra corretora portuguesa, pagaria provavelmente sempre acima dos 15 euros. A não ser que invista valores muito elevados, a Degiro continua a ser a melhor opção no critério do preço.

Numa qualquer outra corretora portuguesa, pagaria provavelmente sempre acima dos 15 euros. A não ser que invista valores muito elevados, a Degiro continua a ser a melhor opção no critério do preço.

2. Não cobra comissões na distribuição de dividendos

Um outro fator determinante para quem tem rendimentos em dividendos é o valor cobrado sempre que as empresas distribuem dividendos. A Degiro não cobra comissões sobre a distribuição de dividendos.

Tomando como exemplo a Big, esta cobra 2% sobre o valor distribuído com um valor mínimo de 2.5 euros.

Se tiver dividendos a receber no valor de 10 euros, 2.5 euros vão para a corretora, outros 28% ficam retidos na fonte para efeitos de IRS, recebendo o valor líquido de 4.7 euros (10 x 0.72 – 2.5). 53% do rendimento eclipsou-se sem entrar sequer na sua conta.

Durante 2019 recebi cerca de 60 dividendos. Mesmo que pagasse apenas os tais 2.5 € por cada pagamento, a corretora teria ficado com 150 €. Não sei no seu caso, mas com 150 € posso pagar a água, eletricidade e Internet por 2 meses.

3. Não há dupla-tributação na fonte de dividendos sobre ações estrangeiras

Ao utilizar uma corretora com sede fiscal em Portugal, arrisca-se à dupla tributação de dividendos de rendimentos estrangeiros. Uma no país de origem e outra em Portugal.

Assumindo que preencheu o formulário W8-BEN e paga 15% sobre dividendos do mercado americano, serão ainda deduzidos os 28% antes que o seu banco/corretora lhe transfira o valor dos dividendos.
Isto não quer dizer que não o possa reaver na declaração do IRS do ano seguinte, se preencher corretamente o anexo J do modelo 3 mas é menos dinheiro que poderá reinvestir durante o ano corrente.

Com a Degiro, paga geralmente uma taxa menor aquando do pagamento mas depois deverá pagar o remanescente quando preencher a declaração do IRS.

Por exemplo, sobre o mercado londrino não são retidas quaisquer taxas. Mas sobre o mercado português, são retidos 35% em vez dos 28% (Este é o paradoxo destas taxas. Os portugueses fazem mais retenção na fonte sobre ações sediadas em Portugal do que o determinado por lei. Mas mais uma vez, posteriromente o valor final é revisto tendo em atenção a declaração de IRS que apresentar)

Veja também como preencher como evitar a dupla tributação neste artigo.

4. Plataforma moderna e rápida

A plataforma de negociação tem recebido alguns atualizações interessantes, tornando-a numa plataforma moderna, fácil e intuitiva de utilizar. Permite a negociação de várias classes de títulos, tais como ações, obrigações, ETFs e mais.

5. Acesso a cerca de 25 mercados

Se deseja ter uma exposição global, nada melhor do que investir em diferentes mercados. Com a Degiro poderá investir em 25 mercados diferentes na América do Norte, Europa e Ásia.

6. Conta margem com uma taxa de juro acessível

Para quem quer arriscar um pouco mais, pode aderir à conta margem e tentar uma rentabilidade superior. O juro atualmente é relativamente baixo, sendo calculado sobre a taxa EONIA positiva com um spread de 1.25%. Como a taxa EONIA está neste momento negativa, é considerado o valor 0%. O valor da taxa de juro totaliza neste momento o valor de + 1.25% (0% taxa Eonia + 1.25% spread).

Além disso, não paga nada quando faz um reforço da sua conta margem ou quando reduz o seu valor.

A big cobra 25 € na ativação da conta e mais 25€ sempre que desejar reforçar a conta + 4% de imposto de selo. Além disso, a TAE (Taxa Anual Efetiva) do Big para montantes até 25000€ é de 4.19% neste momento. Como é possível observar, o seu lucro tem de ser substancial para poder lucrar com as taxas que outras corretoras cobram.

Com a Degiro, basta que tenha um rendimento líquido de 2% e já está a lucrar 0.75% com dinheiro que não é seu.

A conta margem bem usada poderá ser uma das boas razões para investir com a corretora Degiro.

7. Sem despesas de custódia de títulos trimestrais

Para uma pequena carteira, estes custos adicionais podem representar uma percentagem considerável do seu lucro anual. Tomando como exemplo a Big, esta cobra trimestralmente 7.38 €, quase 30 € por ano para a guarda das suas ações que por vezes estão a perder dinheiro.

Por outro lado, a Degiro cobra as chamadas despesas de conectividade para os mercados diferentes do português. Se investir em 5 mercados diferentes, incluindo o português paga 10 euros por ano.

8. Grande diversidade de Trackers ETFs (Exchanged Traded Funds)

São quase 500 ETFs disponíveis na plataforma. Um grande diversidade de múltiplas bolsas e fornecedores, entre os quais a conhecida Vanguard, BNP, Commerzbank, Fidelity e muito mais)

Considerações finais

A Degiro é realmente uma corretora que se tem destacado no mercado europeu e acredito que continue a distanciar-se ainda mais das suas concorrentes.

Numa altura em que muitas corretoras americanas estão a abraçar o conceito de não cobrar comissões, mais cedo ou mais tarde, este fenómeno deverá alastrar-se a Portugal. Mas até lá, as corretoras e bancos vão querer monetizar mais e mais pelos serviços que prestam.

Se é um investidor na Degiro, partilhe outras razões para investir com a Degiro. O que o faz escolher esta plataforma de negociação em relação às demais?

15 comments On 8 Razões para investir com a corretora Degiro

  • Olá Sérgio, tenho lido excelentes artigos publicados por si e confio muito na sua opinião.
    Uma questão que tenho acerca da DEGIRO é acerca dos ETF’s.
    Mencionaste acima que “São quase 500 ETFs disponíveis na plataforma.” No entanto no meio de tantos não há um único dos que eu queria investir (SPHD, BNDX, VYM, LQD, IEF, IEI, SHY) todos eles americanos.
    Tem alguma ideia do porquê de não estarem disponíveis, e se há alguma forma da plataforma adicioná-los num curto prazo (talvez se pedir no apoio ao cliente?).
    Obrigado pela ajuda, um abraço.

    • Olá Filipe,
      Agradecido pelo voto de confiança e por seguir o blog TaoFinance.
      É realmente estranho que a Degiro não tenha nenhum dos ETFs que deseja. Ainda fiz uma dupla validação no portal e nada.
      Não sei a razão mas talvez o serviço de apoio ao cliente lhe consiga explicar o porquê de não disponibilizar esses ETFs… não custa tentar.
      Se lhe responderem e quiser partilhar aqui a informação, agradeço desde já.
      Abraço

      • Entrei em contacto com a DEGIRO e pelos vistos desde Janeiro de 2018 não estão disponíveis ETF’s americanos devido à falta de um documento chamado KIID que estes ETF’s têm que enviar, e pelos visto ainda não o fizeram.
        Já agora se me poderes ajudar com outra questão, pelo que percebi aos dividendos que receber de ações americanas é taxado um valor de 30%(!). No suporte da DEGIRO referem que esta taxa pode ser reduzida mediante o preenchimento do formulário W-8BEN. Tem alguma ideia do que isto é e se vale a pena investir em ações americanas mediante uma taxa tão alta?

        • Obrigado pela explicação.
          Sim, preenchendo o formulário W-8BEN são apenas retidos 15% em vez dos 30%.
          Mas o mais curioso, é que se forem rendimentos portugueses, são retidos 35% e não 28%. Veja a tabela aqui, https://www.degiro.pt/tax.html -> tab “Retenções na fonte”
          De qualquer modo, quando preencher o anexo J, deverão ser feitos os ajustes considerando o que pagou a mais e a menos, de forma que sejam retidos no total os 28% cobrados pelo governo português.
          Pode ver mais detalhes aqui: https://taofinance.pt/dupla-tributacao-de-dividendos-como-evitar/

          • Obrigado eu!
            Como faço o preenchimento desse anexo J e até que data o o devo fazer?

          • Olá Filipe,
            Vou criar um artigo em breve a explicar como preencher o anexo J.
            A declaração de rendimentos em 2020 pode ser feita do dia 1 de Abril a 30 de Junho.
            (https://www.montepio.org/ei/ultimas/impostos-ultimas/os-prazos-do-irs/)

          • Reformulando melhor a pergunta anterior, os dividendos que ganhar em 2020 devem ser declarados no IRS em 2020 ou apenas em 2021? E esse documento (W-8) deve ser preenchido até quando e enviado para que entidade?

          • Em 2020, deve declarar os rendimentos que obteve em 2019 e só em 2021 terá de declarar os rendimentos deste ano.
            O formulário W-8BEN é disponibilizado pela Degiro na área de cliente e é submetido automaticamente também na plataforma Degiro.
            Se vai receber dividendos de ações dos EUA e não deseja ser tributado em 30%, deve fazê-lo quanto antes.

          • Pode facultar o link onde devo fazer isso? Já procurei várias vezes e não consigo encontrar.
            Obrigado por toda a ajuda prestada.

          • No meu perfil, na área de formulários online, aparece o tal formulário W-8BEN com “check” verde e aparece o seguinte: “FORMULÁRIO W-8BEN (SUBSTITUIR)” e uma data a frente, enquanto que outros documentos nessa pagina têm uma opção para descarregá-los. No entanto não preenchi esse documento. Significa que não o tenho que preencher?

          • Se já está com o “check” a verde, está OK. Não necessita de fazer mais nada.
            Quando receber o próximo dividendo de ações americanas, poderá verificar que o valor retido é realmente 15% e não os 30%.

  • Olá Sergio.

    A Degiro sem dúvida permitiu aos pequenos investidores investirem no mercado de acções. Penso ser uma boa corretora sendo que na minha opinião o seu ponto mais fraco é o apoio (ou falta dele ) ao cliente. As vezes é muito complicado resolver alguma questão quer por mail quer por telefone.

    Pelo valor do seus dividendos acredito que tenha um valor de portefólio superior a 20.000€. Pelo que li e se percebi bem em caso de existir algum problema com a Degiro esse é o valor máximo que estamos protegidos.

    Tem conhecimento acerca desta questão? Em caso afirmativo isso não o preocupa?

    Será que percebi mal e isso não é dessa forma.

    Agradeço desde já a ajuda e mais uma vez parabéns pelo excelente blog.

    • Obrigado.
      O meu entendimento, é que como os investimenots são mantidos numa entidade de custódia separada, estes encontram-se seguros.
      Conforme requerido por lei, esta entidade não exerce qualquer outra atividade. No caso improvável de algo acontecer à DEGIRO, os ativos dos clientes serão devolvidos aos mesmos, ao invés de serem tratados como ativos recuperáveis. O dinheiro está totalmente isolado, mantido em segurança no capital da entidade de custódia e segregado dos ativos da DEGIRO.

      Creio que é mais fácil eu perder dinheiro por más decisões do que o risco de continuar a investir através da Degiro.

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer