Fundo de segurança

Não invista se não tiver um fundo de segurança

Analise a sua situação financeira, pause os seus investimentos e tenha a coragem de recomeçar do zero. Comece com um fundo de segurança.


Era uma vez, há muito tempo atrás, os meus colegas e eu estávamos num místico dojo sentados em seiza, enquanto o mestre à nossa frente falava sobre as mirabolantes e secretas habilidades dos ninjas. As suas palavras eram sorvidas com tal intensidade que até hoje, alguns desses ensinamentos são transferidos para o mundo atual em que vivo.

Nesse dia em particular, o mestre falava sobre um livro especial, disponível a apenas alguns privilegiados e que continha conhecimento e instruções para ultrapassar qualquer situação difícil na vida, mas o mais importante, o ninja teria de aprender a recomeçar do zero.

Recomeçar do zero, pelo fundamental

Não é novidade que as circunstâncias difíceis na vida tendem a afetar-nos ciclicamente, e que geralmente não temos controlo sobre elas. Um exemplo bem atual é a situação de quarentena devido ao Covid-19. O nível de stress e o número de pessoas sem emprego está a subir vertiginosamente enquanto a sensação de segurança e tranquilidade descem na mesma proporção.

Alguns de nós iludem-se a pensar que conseguem controlar os eventos da vida. Não é possível! A única coisa que consegue controlar é a forma como responde a esses mesmos eventos.

Indo diretamente ao ponto onde quero chegar: se você está a investir ou pensa investir e não tem um fundo de segurança ou um plano de contingência que lhe permita sobreviver durante 9 a 12 meses sem receber qualquer rendimento, pare! Coloque tudo em pausa e avalie a sua situação financeira.

Não sacrifique o que lhe faz falta por aquilo que não necessita.

Porque necessita de um fundo de segurança ou um plano de contingência para 9-12 meses

Lembra-se da pirâmide das necessidades desenvolvida por Maslow? Logo a seguir às necessidades fisiológicas vem a Segurança que contempla qualidades como a liberdade, segurança de corpo, de emprego e recursos, da moralidade, da família e afins.

Agora feche os olhos e visualize como se sentiria se perdesse a sua fonte de rendimento e não conseguisse sustentar-se a si e à sua família no mês seguinte ou daí a 2 ou 3 meses?

Vale realmente a pena começar/continuar a investir, ou ter despesas desnecessárias quando está a colocar em risco a sua qualidade de vida e da sua família?

Eu sei que o mercado financeiro pode parecer atrativo mas nada nos diz que não vá descer ainda mais e que a verdadeira recessão esteja ainda para começar a ser sentida. 

A sua vida não é um casino e em primeiro lugar, deve estar a sua segurança, tranquilidade e paz de espírito.

Ter um fundo de segurança para 9-12 meses garante-lhe que não tome decisões precipitadas geradas pelo medo, assim como racionalizar e avaliar opções de uma forma mais coerente com os seus objetivos a longo prazo.

Um fundo de 9-12 meses não necessita necessariamente do rendimento de 9 a 12 salários líquidos mas sim o equivalente às despesas essenciais para navegar durante esse período sem rendimentos. Se perdeu o seu emprego, provavelmente não vai gastar tanto em transportes públicos, restaurantes, combustível e vestuário.

Comece hoje mesmo

Se acabou de perder o emprego, talvez seja um pouco tarde para começar a criar o seu fundo de segurança neste exato momento, mas nunca é tarde para implementar medidas que lhe permitam estender o dinheiro e fazer mais com o que tem atualmente. Além disso, começa a criar bons hábitos que permanecerão quando a situação melhorar.

A primeira coisa que deve fazer é analisar e decidir quanto dinheiro necessitará de colocar no seu fundo de segurança e para tal, é necessário saber quais as suas despesas. Contabilize tudo o que gasta e faça uma estimativa o mais realista possível. Leia este artigo para mais detalhes.

Mantenha este dinheiro numa conta de fácil acesso e só a use quando for realmente crítico i.e., quando perder todas as suas fontes de rendimento e esgotou o que tem na conta à ordem.

Corte despesas

Foque-se nas despesas que têm um maior impacto, seguindo a regra 80/20. Corte 20% das despesas que lhe permitem poupar 80% do seu dinheiro, mas mantenha em mente que um barco também afunda com pequenos vazamentos.

Longe de ser uma lista detalhada, estas são talvez as dicas mais simples de implementar e sobre as quais pode fazer algo agora, neste preciso momento: 

  • Corte subscrições supérfluas. Pagar +50 euros por um plano de tv, internet e telefone quando não se tem um fundo de segurança é desconcertante. Aproveite também para cancelar a mensalidade do ginásio, piscinas e outras modalidades.
  • Renegoceie serviços importantes – Telefone e Internet são regalias que deixaram de ser um luxo e se transformaram numa necessidade. Sabia que pode renegociar o seu contrato telefonando para a sua empresa? Explique a sua situação e peça que lhe indiquem opções e poderá ser positivamente surpreendido tal como muitas pessoas já o foram.
  • Renegocie empréstimos – De forma similar à sugestão anterior, telefone ao seu gestor de conta e tente renegociar os seus empréstimos bancários quer seja pessoal, carro ou habitação.
  • Pare de comprar o que não necessitapara evitar vender o que lhe faz falta.

Obtenha mais dinheiro

Uma das melhores formas de fazer dinheiro rápido é vender algo que tenha e que não necessite. Eu por exemplo, tenho vendido livros, dispositivos electrónicos e outros itens. Veja como pode começar.

Além disso, pode desenvolver a sua criatividade e aproveitar a sua experiência para fazer dinheiro de outras formas.

  • Arrende uma ou mais divisões da sua casa;
  • Comece o seu negócio online ou um blog;
  • Quase toda a gente tem o sonho de escrever um livro. E que tal começar a escrever agora e publicar o seu próprio livro através do serviço kindle – Direct Publishing da Amazon
  • Dê explicações online;
  • Arranje um emprego em part-time.

Há sempre algo que pode fazer e o importante mesmo é começar. Seja mais forte que as suas dúvidas e ultrapasse o bloqueio provocado por Analysis Paralysis.

Conclusão

Ter um fundo de segurança de 9 a 12 meses é valioso, mais importante ainda do que a possibilidade de fazer 1000 euros usando como investimento esse mesmo montante.

É verdade que quem não arrisca não petisca mas sacrificar o que lhe pode fazer falta a curto prazo é estar a hipotecar a sua sanidade mental e a sobrevivência da sua família. 

Analise as suas despesas, reduza a zero as compras desnecessárias e faça dinheiro com o que não necessita.

E a partir daí, crie o seu fundo de segurança e posteriormente invista se for esse o seu objetivo, desenvolva-se, prospere e seja bem-sucedido.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Site Footer

Sliding Sidebar

About Me

About Me

Olá, chamo-me Sérgio e sou um apaixonado por investimentos e finanças pessoais. Espero partilhar algumas dicas e conhecimento para que possa alcançar mais rapidamente a sua independência financeira. Fique ligado e compartilhe também as suas ideias.

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x